Empresa energeticamente eficiente: benefícios e diretrizes da ISO 50001

No Brasil, é crescente o número de empresas e industriais que, devido a sua extensão e porte produtivo, vem caindo na chamada crise energética.

A escassez de recursos naturais e a cobrança por parte da sociedade tem feito com que um grande número de indústrias comece a se preocupar, principalmente, com uma gestão eficientemente hábil que consiga controlar o consumo de energia.

Além do mais, a economia no consumo de energia torna a empresa ambientalmente responsável, bem como traz economias em termos financeiros. Isso, porque o valor pago pelo consumo desta energia também acaba diminuindo.

Assim, logo no início desta explanação, já apontamos dois dos diversos benefícios que uma empresa energeticamente eficiente pode ter.

Mas o que é eficiência energética?

A eficiência energética consiste na obtenção de um maior desempenho na produção de uma empresa ou serviço, gastando-se a menor quantidade de energia possível.

Um exemplo para melhor entendermos este conceito seria uma máquina industrial moderna que foi projetada e fabricada visando a consumir menor quantidade de energia elétrica durante seu funcionamento. Mas não só isso. Essa máquina ainda produz maior quantidade de produtos, em menos tempo e com maior qualidade.

Ou seja, no caso exemplificado a cima, o gasto de energia elétrica é inversamente proporcional à capacidade produtiva do maquinário.

Vale a pena destacar que quando falamos de energia, não estamos nos referindo apenas à energia elétrica. Tudo que exige o consumo de um determinado recurso para a geração de energia (seja ela elétrica, mecânica, térmica e etc), pode ser alvo de uma política de eficiência energética dentro de uma empresa. Exemplo: veículos, caldeiras movidas a gás, motores de potência, equipamentos movidos a lenha, etc.

Eficiência energética e a ISO 50001

A ISO 50001, publicada pela ABNT em 15 de junho de 2011, estabelece a implantação, funcionamento, manutenção, revisão e melhoria de um sistema de gestão de eficiência energética.

Assim como as conhecidas ISO 14001 e 9001, a ISO 50001 tem como  objetivo a implantação de uma sistema de gestão que traga melhorias contínuas à empresa, e que faça ela se amoldar às necessidade daquele período que está passando.

Dentre as diretrizes, métodos e objetivos trazidos pela ISO 50001, vale a pena destacar os seguintes:

Powered by Rock Convert
  • Capacitação da empresa em estabelecer sistemas e processos para a melhoria do desempenho energético, como a implantação de uma política hábil a tornar o consumo industrial energeticamente eficiente;
  • Promoção do uso sustentável das fontes de energia disponíveis;
  • Indicação de fontes de energia alternativas hábeis a reduzir a emissão de gases poluentes e altamente tóxicos para a atmosfera, dentre os quais estão aqueles que causam o conhecido efeito estufa;
  • Identificação dos requisitos legais aplicáveis à gestão de eficiência energética;
  • Criação e sugestões de metas e objetivos que podem integrar um sistema de gestão eficiente;
  • Métodos de monitoramento das reais reduções energéticas alcançadas após a implantação do sistema de gestão;
  • Tratamento das não-conformidades constatadas em auditorias;
  • Possíveis penalizações e multas aplicáveis em casos de descumprimentos de obrigações legais.

Vale dizer que qualquer empresa pode certificar-se na ISO 14001, independente de seu ramo, tamanho ou localização geográfica.

Contudo, para que haja sucesso na implantação deste sistema de gestão, é necessário que todos os setores da empresa estejam envolvidos e preparados pra desenvolver as diretrizes determinadas pela ISO 50001.

Quais os benefícios da implantação de um sistema de gestão de eficiência energética?

Dentre alguns benefícios já citados neste artigo, vale apenas destacar outros advindos da implantação de um sistema de gestão de eficiência energética:

  • A empresa consegue levar uma boa imagem para a sociedade, que passa a enxergar a organização como responsável e preocupada com o meio ambiente e os recursos naturais, o que traz maior credibilidade no momento da celebração de novos negócios;
  • Apesar de poder ser implantado de maneia independente, trata-se de um sistema de gestão de fácil integração com outros de cunho não menos importantes, como meio ambiente e saúde e segurança do trabalho;
  • Reforça bons comportamentos dentro da empresa;
  • Implantação de maquinários e linhas de produção mais eficientes e que são capazes de produzir mais em menos tempo;
  • Implantação de sistemas que diminuem o consumo de energia elétrica, como por exemplo, a adoção de sistemas de aquecimento solar;
  • Adoção de sistemas que ajudam a empresa a administrar de maneira mais eficiente os recursos disponíveis.

Conclusão

Assim, o que se vê é que uma empresa que implementa o sistema de gestão energética só tende a ganhar com esta escolha.

No entanto, no Brasil, no final do ano de 2016, apenas cerca de 40 empresas possuíam a certificação junto a ISO 50001. Este número pequeno se deve a dois fatores predominantes: o primeiro seria o desconhecimento.

Acostumados e preocupados com as certificações mais famosas no mercado mundial, os empresários tendem a investir somente em sistemas de gestões que envolvem meio ambiente, saúde e segurança do trabalho, qualidade dentre outros, e acabam por “ignorar” a existência de outras certificações não menos importantes.

O segundo fator seria o pensamento de que a implantação de um sistema de gestão de eficiência energética demanda alto custo e não traz benefícios imediatos para a empresa e seus negócios.

No entanto, após a leitura deste artigo, podemos concluir que a implantação deste sistema de gestão traz – e muito – vantagens e benefícios para seus negócios.

Além do mais, por ser um sistema de gestão que se interage facilmente com outros já preexistentes (meio ambiente e saúde e segurança do trabalho, por exemplo) pode exigir menor dispêndio financeiro para sua implantação e funcionamento.

Concluímos assim que uma empresa brasileira que procedeu com a implantação de um sistema de gestão de eficiência energética faz parte da minoria, fator que a destaca das demais organizações e que lhe dá credibilidade perante seus clientes e fornecedores.

Ficou interessado e implantar um sistema de gestão de eficiência energética em sua empresa? Se sim, informamos que o AmbLegis pode te ajudar na gestão dos requisitos legais que sua empresa deve atender para certificar-se na ISO 50001.

Entre em contato conosco e veja com podemos ajudar diretamente seu negócio!

Compartilhar

Deixe seu comentário

Inscreva-se em nossa newsletter!

Receba por e-mail novos conteúdos sobre Requisitos Legais, Segurança do Trabalho, Meio Ambiente e Responsabilidade Social.