Sistema de Gestão

Imagine que ao descascar uma banana, dentro tivesse uma outra. Ao descascar a outra, aparece mais uma! Isso é o que acontece quando temos um problema e não o solucionamos. Problemas dentro de problemas que se repetem, repetem e repetem. Em artigos anteriores, comentamos sobre as importantes bases construtivas das normas da família ISO, principalmente

leia mais

Muitas empresas nas quais iniciamos atendimento sofrem de algum mal. Nos procuram pois não percebem que não possuem um Sistema de Gestão, ou tem um sistema pesado, burocrático e autodestrutivo, que reage muito lentamente às mudanças, tanto internas quanto externas. Acreditam estar fazendo tudo certo, mas possuem uma dificuldade de gestão enorme, coerente com esse

leia mais

É importante iniciarmos esse assunto, cientes de que independentemente do tamanho da empresa que gerencio, ela está sujeita à riscos. Tais riscos podem ser de várias espécies, internos ou externos, naturais (catástrofes), financeiros, passivos trabalhistas e muitos outros que possamos imaginar. Desta forma, investir em uma gestão de riscos para ter controle sobre os eventos

leia mais

Atualmente, grandes, pequenas e médias empresas possuem um expressivo número de documentos importantes para monitor e gerenciar, a fim de que possam continuar em pleno funcionamento em território brasileiro. O controle desses documentos é de indispensável importância para que essas empresas continuem funcionando dentro das normas vigentes, e por isso, precisam de um cuidado e

leia mais

Cada vez mais as empresas buscam certificar seus sistemas de gestão junto a organismos internacionais certificadores, como por exemplo, a ISO. Tudo porque, em um mundo onde a competitividade entre os negócios é tão grande, quem coleciona certificações de expressiva importância sai na frente em negociações e se destacam no mercado. O que muitas empresas

leia mais

Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), o Brasil está em 4º lugar no ranking de países com maior número de acidentes rodoviários. No entanto, conforme anunciado pela ABIQUIM (Associação Brasileira de Indústria Química), nos últimos anos, este número de acidentes vem caindo, pelo menos quanto ao transporte de produtos perigosos. Esta diminuição vem acontecendo

leia mais

Atualmente, dentre os resíduos gerados no mundo, os industriais são os maiores responsáveis pela degradação ambiental. Isso porque, este tipo de resíduo é resultante de diversos processos industriais e assim, possui inúmeras substâncias em sua composição, sendo muitas delas de natureza perigosa. São exemplos clássicos de resíduos industriais: lodo, borracha, restos químicos, plástico, cerâmica, vidros,

leia mais

Inscreva-se em nossa newsletter!

Receba por e-mail novos conteúdos sobre Requisitos Legais, Segurança do Trabalho, Meio Ambiente e Responsabilidade Social.